Sábado, 25 de Junho de 2022
Bastidores da Notícia SEM TRANSPARÊNCIA

Ministério Público do Maranhão e de outros 13 estados escondem dados sobre salários

Ministério Público do Maranhão e de outros 13 estados escondem dados sobre salários

04/05/2022 às 10h01 Atualizada em 04/05/2022 às 10h16
Por: Redação Fonte: Redação
Compartilhe:
Foto: reprodução
Foto: reprodução

De acordo com levantamento feito pelo CONJUR, baseado no estudo “Índice de transparência da remuneração de MPs”, da organização Transparência Brasil, os Ministérios Públicos estaduais, responsáveis pela fiscalização dos poderes públicos, além de defenderem o cumprimento das leis, apresentam ausência de padrões e descompromisso com a divulgação de dados para a sociedade sobre a remuneração de seus membros.

Assim, fica prejudicada a fiscalização da remuneração de promotores e procuradores dos Ministérios Públicos brasileiros. O estudo aponta ainda que a transparência dos MPs, quando o assunto é pagamento de salários e demais verbas indenizatórias, é pior do que a do Judiciário. São adotados critérios diferentes de organização e veiculação de dados e informações, dificultando o acesso ao portal de cada MP nos estados.

A falta de transparência e confusão na apresentação dos dados sobre remunerações é tanta que, segundo a Transparência Brasil, 14 dos 27 Ministérios Públicos estaduais não puderam ser avaliados. Foi constatada “imensa variabilidade nos formatos de disponibilização dos dados de remuneração de seus membros entre janeiro de 2018 e dezembro de 2021”. São órgãos de todo o território nacional, inclusive de grandes centros metropolitanos.

Os Ministérios Públicos cujos dados se mostraram ilegíveis são os de: Acre, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Além disso, o MP do MA, ao lado do MP do PA, ficaram fora do cálculo do índice deixaram de prestar contas das verbas indenizatórias. O MP-MA disponibilizou no período de 2018 a 2021, planilhas de verbas indenizatórias completamente vazias.

Clique aqui e leia a reportagem do CONJUR na íntegra.

AGENDA DO HOSPITAL DR.WALBER RODIGUES DA CRUZ

PUBLICIDADE

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias